TIMPSON, um caso de sucesso

Atualizado: Abr 9


TIMPSON

Great Service by Great People

Confiar e valorizar pessoas que já estiveram reclusas de modo a criar impacto social e comercial.

Estudo de Caso Timpson

Novembro de 2019



INTRODUÇÃO AO TRABALHO EM MEIO PRISIONAL

REINSERÇÃO SOCIAL

O objetivo da reinserção é a reabilitação de pessoas que já estiveram reclusas para a vida em sociedade e a consequente reduçãoda reincidência criminal.

O trabalho é uma das ferramentas que mais ajudam reclusos e pessoas previamente reclusas a reconstruir as suas vidas.


VANTANGENS DO TRABALHO EM MEIO PRISIONAL PARA AS EMPRESAS


Redução de Custos

Benefícios fiscais dados pelo IEFP e pela Segurança Social, como por exemplo a isenção da TSU (Taxa Social Única). Para além disso, e apesar de existir um valor pago à Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), a redução de custos com a infraestrutura é um fator a ser tido em conta.


Retenção e Satisfação dos colaboradores

Os colaboradores das empresas são fundamentais por serem eles os principais responsáveis pela implementação diária das práticas definidas pela organização. A sua disponibilidade e adesão às mesmas é crucial para que sejam alcançados os resultados esperados. Para além disso, ao investirem no meio prisional, as empresas passam a ser reconhecidas por todos os stakeholders(colaboradores, clientes, fornecedores, parceiros, etc.) como empresas socialmente responsáveis e focadas no impacto. Sabe-se,hoje em dia, que o impacto social é um dos fatores que mais influenciam a retenção de talento nas empresas.


Flexibilidade na Contratação

Flexibilidade por parte da DGRSP no estabelecimento do protocolo, nomeadamente a nível da duração, do período de trabalho e tipo de remuneração.


Competitividade, inovação e impacto nas comunidades

Como existe uma maior retenção de talento, a capacidade de inovação da empresa também tende a aumentar e, com ela, uma maior competitividade no mercado.



A ausência de trabalho não é causa direta da prática do crime. No entanto, é importante perceber que quando uma pessoa não encontra maneiras de se sustentar e à sua família, as probabilidade de reincidir, de voltar a cometer crimes, aumenta significativamente. Uma grande parte dos indivíduos que saem da prisão procuram reconstruir a sua vida de forma digna, através do trabalho produtivo. O trabalho prisional deve garantir ao recluso o desenvolvimento de competências para o exercício de uma atividade profissional após a libertação.

Por isso, as condições em que o mesmo é realizado, nomeadamente em termos de higiene e segurança, métodos de trabalho e remuneração, devem ser próximas das que vigoram em liberdade.



COMO FUNCIONA A TIMPSON?


A Timpson é uma empresa inglesa e cerca de 10% dos colaboradores são pessoas que já estiveram reclusas. Todos os colaboradores da Timpson são treinados e valorizados independentemente do seu passado. Desta maneira, promovem-se fortes relações que trazem benefícios quer a nível social como económico.



IMPACTO SOCIAL


Estes números trazem uma série de benefícios para os colaboradores que estiveram previamente reclusos, como segurança financeira, maior confiança e auto-estima e menores taxas de reincidência.


No Reino Unido, cerca de 61% dos reclusos reincidem no período de dois anos. Este número é reduzido para 19% para quem tem um trabalho. A percentagem entre os colaboradores da Timpson que reincidiram é inferior a 3%, o que revela as mais valias que a Timpson tem para as próprias comunidades.


Outras grandes empresas, como a Greggs (indústria da alimentação) e a Boots (indústria da estética e saúde), acabaram também por seguir o exemplo da Timpson no Reino Unido.


A Timpson ajudou ainda a lançar a campanha “Ban the Box” em 2013, em conjunto com outras empresas, para deixar de ser exigido aos candidatos que revelem se têm ou não cadastro criminal.


Campanha ‘BAN THE BOX’


A campanha ‘Ban the Box’ tem como objectivo garantir a todas as pessoas que estiveram reclusas uma oportunidade justa de concorrer a diferentes postos de trabalho.


Ao eliminar as informações do registo criminal e ao proibir questões referentes a condenações passadas, as empresas garantem assim, que não diferenciam os candidatos durante o processo de recrutamento e selecção.


Benefícios Comerciais

  • Maior quantidade de talento

  • Redução nos custos de selecção

  • Benefícios ao nível da imagem da marca



IMPACTO ECONÓMICO


Para além do impacto social, a Timpson consegue ter impacto económico no Reino Unido e para os seus accionistas.


Timpson


A Timpson insiste que empregar pessoas que já estiveram reclusas fomenta a lealdade à empresa e, por consequência, um menor índice de rotação (turnover) nos colaboradores. Este é um dos principais motivos pelos quais a opinião pública tem tanta admiração pela Timpson. De facto, pesquisas mais abrangentes demonstram que a maior parte das empresas que empregam pessoas que estiveram reclusas acaba por ter uma melhor reputação.


A empresa também realça o facto de estas pessoas serem extremamente pontuais e assíduas. Ainda realça o facto de o sentido de pertença à empresa levar a que a taxa de retenção dos colaboradores seja de 76%. No Reino Unido, empresas de retalho apresentam uma taxa de retenção média de 69%, fazendo parte de um dos sectores com pior performance nesta matéria.


A contratação de pessoas que já estiveram reclusas dá à Timpson acesso a um conjunto de talento que muitas outras empresas negligenciam. As empresas na Comunidade (BITC) referem que empregar um colaborador através da campanha 'Banning the Box' tem benefícios económicos para a empresa pela retenção dos colaboradores.


Reino Unido

A reincidência a curto prazo tem um custo de £ 13 mil milhões por ano para o estado inglês. No entanto, empresas como a Timpson são capazes de ajudar a reduzir este custo. Ao considerar que apenas 3% dos colaboradores da empresa reincidem, estima-se que esta consiga poupar ao estado inglês £ 81 milhões por ano.



FATORES DE SUCESSO NA TIMPSON


Relações Profundas

Ao empregar pessoas que já estiveram reclusas, a Timpson acabou por encontrar diversos obstáculos, quer por parte da imprensa, quer por parte de outros

colaboradores. No entanto, a relação da empresa com os colaboradores que já tinham

estado reclusos ajudou a superar estes problemas.


Confiança

A confiança mostrou-se particularmente importante na relação da Timpson com as

pessoas que já estiveram em reclusão, uma vez que estas são frequentemente vistas

como pessoas potencialmente não confiáveis. Portanto, o voto de confiança da

empresa faz toda a diferença, fornecendo valor por si só e criando uma base sobre a

qual estas pessoas são motivadas a trabalhar para a empresa.


Relações Humanas e Valores

Para quem trabalha na Timpson, a relação colaborador-empregador também funciona

como uma segunda oportunidade, uma oportunidade de recuperar a confiança, a

liberdade e muitos outros benefícios tangíveis que o emprego oferece.


Personalidade não é Status

Na Timpson, o processo de secleção não se baseia nas personalidades das pessoas.

Quer tenham ou não personalidades que se adeqúem ao trabalho na Timpson, a

empresa não faz qualquer tipo de distinção: “personalidade, não

é status, é o princípio da contratação operacional”.


Competências e Relações Fortes

Conceder às pessoas a oportunidade de aprender novas competências é também um

voto de confiança. O processo de formação permite que a relação entre a Timpson e

os seus colaboradores se desenvolva com base nessa confiança. Isso beneficia-os e

ajuda a Timpson a ‘criar’ colaboradores fiéis e a fortalecer a marca.


RESUMO


Fatores de Sucesso

  • Apoio por parte do CEO

  • Vontade de correr riscos

  • Demonstrar confiança e valor nas pessoas

  • Provar um impacto positivo


Principais Desafios

  • Títulos desagradáveis por parte da imprensa

  • Convencer outros em relação à ideia

  • Reconhecer possíveis candidatos


FUTURO DA TIMPSON


A Timpson foi fundada há cerca de 154 anos e há 16 anos que emprega pessoas que saíram da prisão. Não apresenta quaisquer sinais de querer terminar o projecto e continua a ter influência no que diz respeito à mudança de percepções sobre aqueles que já passaram pelo sistema prisional.




Caso de estudo desenvolvido com informações da shift design

0 visualização
SIGA-NOS:
  • Facebook APAC Portugal
  • Instagram APAC
  • Linkedin APAC Portugal
  • Youtube APAC Portugal
  • RSS Blog APAC Portugal
NEWSLETTER:
MAPA
DO SITE:
DOCUMENTOS OFICIAIS:
© 2020  APAC Portugal | Todos os direitos reservados | geral@apac-portugal.pt